Adolescente de 15 anos morre após briga na escola com colega A briga ocorreu no pátio da Escola Estadual Dom Aquino Côrrea, em Juruena, MT; ainda não se sabe o motivo da desavença

·Keka Werneck
Direto de Mato Grosso
27 AGO 2015
17h33
Um adolescente de 15 anos morreu após brigar com outro, de 13, no pátio de uma escola estadual no interior de Mato Grosso. Durante a briga, Lucas Alves Pereira levou vários socos na cabeça e na nuca. Tonto pelos golpes, acabou caindo no chão e quebrando o pescoço.
saiba mais

image002

A briga ocorreu no pátio da Escola Estadual Dom Aquino Côrrea
Foto: Reprodução
Siga Terra Educação no Twitter
Siga Terra Notícias no Twitter
A Polícia Militar informou que o adolescente chegou a ser levado para o Hospital Municipal de Juruena, onde aconteceu a briga. Mas após sofrer várias paradas respiratórias no local da confusão e no percurso até o atendimento médico, morreu, no box de emergência, no início da noite da última quarta-feira (26).
A briga ocorreu no pátio da Escola Estadual Dom Aquino Côrrea e, embora não haja ainda uma informação precisa sobre o que motivou a desavença, especula-se que tenha sido por motivo fútil.
O adolescente de 13 anos, que foi impedido de fugir por outros colegas, sendo levado, à força, à direção pedagógica, assinou um termo circunstanciado, por ser menor de idade, e vai responder pelo crime em liberdade.O corpo de Lucas passou por exame de necropsia e já foi liberado à família para o sepultamento.A Secretaria de Estado de Educação (Seduc), emitiu nota de pesar, na qual lamenta a morte prematura de Lucas.

No nota, a Seduc informa que uma equipe de Saúde e Segurança da instituição, constituída inclusive por psicólogos, está acompanhando o caso e dando o apoio necessário à família e à escola. “Ao mesmo tempo em que se solidariza com familiares e amigos da vítima e comunidade escolar, a Seduc reforça o compromisso de promoção de uma cultura de paz nas escolas. Alerta ainda para que gestores escolares desenvolvam ações de conscientização a fim de amenizar esses transtornos enfrentados e que promovam a mediação de conflitos, imediatamente, ao menor sinal de problema e discussões entre estudantes”, diz um trecho da nota.
A cultura da paz nas escolas é importante, segundo a Seduc, para que crianças, adolescentes e profissionais da educação, além de toda a comunidade de entorno, sintam-se protegidos, e não ameaçados, no ambiente escolar.

Site :www.terra.com.br

Morre casal atropelado por motorista embriagado em ponto de ônibus da 070

Mariana Laboissière

Edelson Moura de Paiva, 30 anos, fez teste que constatou 0,73mg/L de álcool. Caio Felipe Couto da Silva, de 21 anos, e Sthephany Caroline Pereira Famas, de 27, foram encaminhados para hospitais, mas não resistiram aos ferimentos.

As duas pessoas atropeladas nesta terça-feira (25/8) em uma parada de ônibus no Km 17 da BR-070, próximo de Ceilândia, morreram. O acidente, registrado por volta das 21h40, ocorreu após dois carros baterem, próximo a um Posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O condutor de um dos veículos perdeu o controle da direção e atingiu os pedestres que estavam no ponto. Edelson Moura de Paiva, 30 anos, apresentava sinais de embriaguez. Após exame, a suspeita foi confirmada.

Caio Felipe Couto da Silva, de 21 anos, e Sthephany Caroline Pereira Famas, de 27, foram encaminhados para o Hospital Regional de Ceilândia (HRC) em estado grave. O primeiro apresentou traumatismo craniano, múltiplas fraturas na perna e, a caminho do hospital, teve uma parada cardiorespiratória, mas foi estabilizado na ocasião. A segunda, também teve complicações, foi reanimada ainda no local e transportada em seguida.

Sthephany morreu no HRC e Caio no Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF), para onde foi transferido. Na noite de ontem, o motorista que atropelou as vítimas foi levado pela Polícia Militar para a 23ª Delegacia de Polícia (P Sul), onde foi realizado o teste de alcoolemia. O resultado deu positivo, com 0,73mg/L de álcool. Edelson foi encaminhado para a carceragem da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF).

Até o fim de julho, mais de 9 mil pessoas no Distrito Federal foram pegas alcoolizadas ao volante. Desse total, 1207 foram presas por crime de dirigir sob efeito de álcool.

Secretaria da Criança do DF abre três editais de concurso com 1.088 vagas

26/08/2015 12:45 | Atualização: 26/08/2015 13:24
Sílvia Mendonça

image001

São oferecidas vagas para diversas especialidades divididas em três cargos, com salários que chegam a R$ 5,2 mil.
Após muita expectativa, o Governo do Distrito Federal finalmente abriu concurso para a Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude do DF. A pasta divulgou, nesta quarta-feira (26/8), três editais normativos. São oferecidas, ao todo, 1.088 vagas – 200 imediatas e 888 para cadastro reserva. Do total de oportunidades, 20% são reservadas a candidatos deficientes. A Fundação Universa é a banca organizadora da seleção. Os salários variam de R$ 3.730,22 a R$ 5.242,06.

O primeiro edital oferece oportunidades para o cago de atendente de reintegração socioeducativo, que exige nível superior em qualquer área. São oferecidas 114 vagas imediatas e 604 para cadastro reserva. O salário é de R$ 3.730,22, para jornada de trabalho de 30 horas semanais.

O segundo edital conta com vagas para o posto de especialista socioeducativo, sendo 62 imediatas e 141 para cadastro. Neste caso, as oportunidades são para as seguintes áreas: serviço social, pedagogia, psicologia, educação física, artes cênicas, artes música e artes plásticas. A remuneração é de R$ 5.242,06, também para jornada de 30 horas semanais.

Já o terceiro e último edital oferece quatro oportunidades imediatas e 11 de cadastro reserva ao cargo de especialista socioeducativo, nas áreas de administração, contabilidade, direito e legislação, e estatística. O salário também é de R$ 5.242,06, para jornada de trabalho de 30 horas semanais. Há ainda outras 20 chances imediatas e 132 de cadastro reserva para o posto de técnico socioeducativo, nas áreas de administração ou contabilidade. Para se candidatar às especialidades abertas para técnico, é preciso ter nível médio e técnico, respectivamente. O salário é de R$ 3.730,22, para jornada de 30 horas semanais.

O concurso é composto por provas objetivas e discursivas, além de sindicância de vida pregressa e investigação social, para todos os cargos. A depender do posto escolhido, também serão realizados avaliação psicológica e curso de formação. Candidatos ao posto de atendente de reintegração socioeducativo passarão, ainda, por prova de capacidade física. A primeira etapa será realizada nos dias 29 de novembro e 6 e 13 de dezembro, a depender do cargo pretendido. Todas terão duração de 4h30.

As inscrições serão abertas às 8h de 30 de setembro e seguirão até as 23h59 de 26 de outubro, pelo site da banca organizadora. As taxas de participação variam de R$ 68 a R$ 98.

O concurso tem validade de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período, uma única vez.

Fonte:www.correiobraziliense.com.br

Trio que roubava farmácias na Asa Sul é preso com armas de guerra

Três armas de grosso calibre foram encontradas na casa de um dos envolvidos, no Novo Gama, Entorno do DF. Entre elas, uma submetralhadora e um rifle

postado em 24/08/2015 10:41 / atualizado em 24/08/2015 11:11
Mariana Laboissière
Três homens foram presos com armas de grosso calibre, entre elas uma submetralhadora de uso restrito, após cometerem uma série de roubos em farmácias na Asa Sul.

image001 (3)

Armas apreendidas na casa de um dos suspeitos

Segundo o delegado-chefe da 1ª Delegacia de Polícia, Luiz Alexandre Gratão, o trio está envolvido em pelo menos seis ataques a estabelecimentos como esses.

Em um vídeo que mostra ação dos suspeitos em uma farmácia, um deles aparece dando uma “gravata” em uma cliente.

Leia mais notícias em Cidades

Todos os envolvidos têm passagens anteriores pela polícia, tanto no Distrito Federal, como no Entorno. Eles foram presos após um mês e meio de investigação.

image002

Todos os envolvidos têm passagens anteriores pela polícia, tanto no Distrito Federal, como no Entorno. Eles foram presos após um mês e meio de investigação.

Uma das armas apreendidas

Durante buscas na casa de um dos suspeitos, no Novo Gama – Entorno do DF, os investigadores encontraram três armas de guerra de uso restrito, entre elas a submetralhadora e um rifle. Além de drogas, balança de precisão e um carro com placa adulterada.

O trio responderá por roubo qualificado, posse de arma de fogo de uso restrito e associação criminosa. Se condenados, cada um deles deve pegar pelo menos 24 anos de prisão.

Site: www.correiobraziliense.com.br

Após temporada na França, decorador que deu golpe em noivas se entrega

Após temporada na França, decorador que deu golpe em noivas se entrega.

Ele não foi indiciado. Depois conversar com a delegada-chefe da 3ª DP, o suspeito foi liberado. Ele não é mais considerado foragido

postado em 21/08/2015 09:04 / atualizado em 21/08/2015 09:52
Bernardo Bittar /
O decorador de eventos Chrisanto Lopes Netto Galvão, acusado de estelionato por mais de 100 noivas e procurado desde maio, se apresentou à polícia durante a noite desta quinta-feira (20/8). Ele teria roubado R$ 1,6 milhão de reais, referente a casamentos que deveria organizar, e fugido para a França. A ideia era nunca mais voltar. A delegada responsável pelo caso pediu a prisão preventiva dele. Mas, até agora, Netto não foi indiciado.

image001 (1)

Acompanhado do advogado e de alguns familiares, ele disse que queria ser interrogado mas negou-se a falar. A delegada-chefe da 3ª Delegacia de Polícia (Sudoeste/Cruzeiro), Cláudia Alcântara, responsável pelo caso, informou que Netto Galvão se comprometeu a apresentar documentos e informações para demonstrar que, na realidade, houve uma falência no negócio dele — e não a aplicação de um golpe. “O suspeito forneceu um endereço e se prontificou a trazer provas de inocência”, disse. Na unidade policial, pelo menos oito inquéritos contra ele estão sendo investigados.

Decorador não se justificou .

Todas as ocorrências tratam do sumiço do dinheiro, que até agora permanece um mistério. Segundo a delegada, Netto não explicou o que houve. “O suspeito alega não ter fugido com o dinheiro, mas não soube explicar onde ele foi parar”, informou.

Depois conversar com a chefe da 3ª DP, o suspeito foi liberado. Ele não é mais considerado foragido, e, inclusive, forneceu seu novo endereço para a polícia. Contudo, mudou-se do bairro Sudoeste — onde vivia antes de ser acusado pelas noivas de sumir com o dinheiro do casamento delas. “Ele disse que tem muita gente atrás dele. Alguns, inclusive, ameaçando. É natural que as pessoas estejam aborrecidas, mas fazer justiça com as próprias mãos é inconcebível”, argumentou Cláudia Alcântara.

Saiba mais:

· TJ recusa denúncia contra decorador acusado de dar o calote em 100 noivas.

golpe·TJ bloqueia bens do decorador que deu golpe em mais de 70 noivas

delegadaInterpol deve ir atrás de decorador suspeito de aplicar golpes em noivas
· Prejuízo a noivas pode chegar a R$ 1 milhão; já são 42 vítimas
· Noivas denunciam prejuízo de até R$ 39 mil com empresa de decoração
Após passar uma temporada na França, Chrisanto Netto Galvão alegou ter se internado em uma clínica psiquiátrica para tratar uma forte depressão. De acordo com a polícia, o retorno dele foi repentino, pois segundo informações, o plano era que ele fixasse residência em Paris, na capital da França, e não retornasse mais ao Brasil.

Entenda o Caso

7 de maio de 2015 — O que era para ser a realização de um sonho se transformou em caso de polícia, quando várias noivas com casamento marcado procuraram as delegacias do Distrito Federal, principalmente a 3ª DP (Cruzeiro). As vítimas registraram ocorrência contra a empresa de decoração e fotografia de eventos de Chrisanto Lopes Netto Galvão, na Quadra 303 do Sudoeste.

Sob a alegação de um suposto golpe, elas afirmaram que o estabelecimento teria fechado as portas e que, depois disso, Galvão desapareceu e não atendia as ligações telefônicas ou respondia mensagens. Naquele dia, as noivas teria recebido uma carta eletrônica, supostamente enviada por ele, alegando problemas psicológicos e falência, o que fez com que elas reagissem e procurassem as autoridades.

Muitas delas estavam com casamentos marcados para o mês de maio e depositaram valores à vista para o decorador. As investigações da 3ª DP apontam que cerca de 100 pessoas teriam sido lesadas.